CASE: a estratégia global da Mercedes-Benz para o futuro da mobilidade

• Conceito é apoiado nos pilares Conectado, Autônomo, Serviços & Compartilhamento e Eletrificação

• Proposta mostra que o veículo do futuro deve ser conectado, autônomo, com redução de emissões e com diversos novos serviços

Nos automóveis expostos no 30º Salão do Automóvel de São Paulo, a Mercedes-Benz traz sua estratégia global que norteia o futuro da mobilidade para a marca: o conceito CASE, apoiado nos pilares Conectado, Autônomo, Serviços & Compartilhamento e Eletrificação. A estratégia redefine os conceitos de mobilidade para um futuro próximo, transformando o automóvel em um espaço que oferece uma experiência inovadora.

A Mercedes-Benz é a marca que inventou o automóvel, mas seu papel pioneiro nunca ficou limitado a esse feito histórico. Ao longo de mais de um século, a marca sempre esteve na vanguarda do desenvolvimento do automóvel, seja no projeto e fabricação de veículos de alta qualidade como na evolução dos conceitos de segurança, conforto e praticidade.

A história do automóvel mostra vários momentos importantes, em que a trajetória do transporte familiar e individual foi sendo definida. A indústria automotiva passa exatamente por um desses pontos cruciais – talvez o mais desafiador de todos os tempos. É preciso passar por um processo de reinvenção, que vai muito além da criação de novos modelos ou de novos métodos de propulsão.

Cada letra da sigla CASE tem um profundo significado nesse processo que irá moldar o futuro da Mercedes-Benz e influenciar, não apenas o segmento diretamente envolvido com a produção de todo tipo de veículos, mas a vida de todos aqueles que os utilizam, direta ou indiretamente.