História dos Automóveis

Paixão por automóveis

Em abril de 1900, Emil Jellinek e a DMG assinaram um acordo de distribuição de veículos e motores. Logo de início, foi acertado o desenvolvimento de uma nova forma de motor que deveria levar o nome "Daimler-Mercedes". Poucos dias mais tarde, Jellinek encomendava 36 veículos pelo preço global de 550 mil Marcos, que, em valores atuais, corresponderia a 5,5 milhões de Marcos. Não apenas para aquela época, foi um grande pedido. Depois de mais algumas semanas, ele encomendou mais 36 veículos, todos com motor de 8 HP.

O primeiro dos veículos com o novo motor, um carro de competição com 36 HP, foi entregue em dezembro de 1900 a Jellinek.

Este primeiro "Mercedes", desenvolvido por Wilhelm Maybach, construtor chefe da DMG, faz furor no início do século. As características do veículo – entre elas, seus baixos pontos de apoio, quadro de aço prensado, motor leve de alto desempenho e radiador tipo colmeia – representavam uma riqueza de inovações que o tornaram o primeiro automóvel moderno.

A “Semana de Nice”, em março de 1901, com a Mercedes praticamente imbatível em todos os requisitos, ajudou Jellinek e a Mercedes com uma publicidade excepcional.

Em março de 1901 foram lançados os modelos irmãos 12/16 HP e 8/11 HP. As encomendas de Jellinek excederam a capacidade de produção da fábrica Daimler de Cannstatt.

Conheça a linha de automóveis Mercedes-Benz.